Kevin fala sobre The Vampire Diaries


 

 

Nós já conhecemos a familia de Klaus. O pai Mikael, interpretado por Sebastian Roche – que foi ressuscitado e morreu novamente – e a mãe, Esther, interpretada por Alice Evans…
Nós também tivemos alguns flashbacks onde nós mostramos a família e construímos mais a mitologia dessa linhagem, como ela veio a ser, seus pontos fracos, pontos fortes e como os vampiros surgiram. Nós já trabalhamos esse enredo e agora que ele já foi ao ar, está na hora de partir para o próximo…

Houve uma série de problemas entre pais e filhos nesta temporada, com a bruxa Bonnie e sua mãe e, é claro, com a vampira Caroline e seu pai Bill, interpretado por Jack Coleman, que era tão contra os sanguessugas que tentou tirar o vampirismo da filha com uma terapia de aversão utilizando a luz solar. Esse ato se parece com os grupos que tentam converter uma pessoa gay. Mas Bill era gay…
Essencialmente, o fato dele ser gay não é importante. Ele é gay – um personagem gay. O que trabalhamos era seu ponto-de-vista dos vampiros. É muito especifico. Ele era parte do Conselho, contra todos os vampiros, mas ele também tinha uma filha vampira. O que fazer? Então a relação entre os dois era mais importante que qualquer coisa.

Jack Coleman era conhecido pelo público por ter interpretado Noah Bennet em Heroes por quatro anos. Você está planejando lançar outra pessoa bastante conhecida pelo gênero nos próximos enredos?
Sim, foi divertido. Ele era ótimo. Eu estou pensando nisto. Mas não, não neste momento.

 

 

Há algumas metáforas para injustiças sociais na história, como a terapia de aversão.
Eu acho que sim e não, na verdade. Nós teremos coisas assim conforme avançarmos, mas não é sobre o que a terapia significa, e sim se há uma maneira dos instintos serem refreados. Se você deseja matar, deseja sangue, seja um vampiro ou lobisomem, há como controlar isso? Tudo está na mente. Uma das coisas que fizemos com os híbridos, é que sua mente pode ser controlada de uma maneira esquisita. Tyler, um personagem lobisomem, agora virou vampiro/lobisomem pelas mãos de Klaus e agora é servo do cara, porque Klaus simplesmente o transformou. Há uma conexão lá, um vinculo muito forte em que a questão será como isso pode ser quebrado.

Você ainda está trabalhando em Secret Circle, a série de bruxaria que também é baseada nas obras de L.J Smith? Ou você ajudou a lançar e agora se afastou?
Sim. Andrew Miller sempre foi o produtor executivo. O que aconteceu foi que eles me trouxeram para ajudar a construir a série e eu trabalhei nos seis primeiros episódios, então recuei. Isso foi o que eu fiz. Eu era um ajudante. Estou na Warner Bros. e na CW – é como uma coisa familiar. Eu converso com eles o tempo todo.

Vampire Diaries então é o seu foco principal?
Vampire Diaries e a nova série da Fox que estou trabalhando.

Sobre o quê?
Assassinos em série.

Você pode dizer algo sobre “Pânico 5: Gerações”?
Eu não sei. Eu não estou trabalhando nele.

Como você se sente sobre Vampire Diaries ter chegado tão longe? Foi como você imaginou que seria?

As coisas sempre mudam quando colocamos em prática, mas eu acho que desde o dia em que eu e Julie sentamos para decidir como finalizaríamos cada história de cada arco da série, estamos seguindo o caminho certo. Vai terminar onde sempre dissemos que iria acabar. E nós estamos fazendo isso no seu devido tempo. Nós dissemos: “Isso vai acontecer na segunda temporada e isso daqui na terceira”. E por isso sabemos o caminho que estamos traçando para o final da terceira temporada, para assim lançarmos a quarta.

Eu não quero entregar muito, mas nós sempre seguimos os livros em algum ponto. Sempre voltamos neles e falamos: “O que podemos pegar? O que não fizemos ainda? O que não usamos? Como podemos pegar isso daqui e manipular?” Este ano, nós estamos mergulhando na história dos Originais, ainda estamos brincando com os híbridos e toda essa coisa envolvendo o Klaus vai levar ao climax da temporada.

Qualquer outra coisa que pode nos dizer?
A história que eu estou animado, acredite ou não, é a de Alaric. Alaric ficou de lado na primeira parte da temporada enquanto nós lidávamos com Jeremy e suas namoradas mortas, e agora nós vamos colocá-lo em um enredo realmente bom, em que veremos seu posicionamento no novo Conselho e como ele se envolverá com os Originais. Alaric atualmente assume o importante papel de ajudar a introduzir Meredith. Ela é uma das personagens dos livros que nós meio que mudamos, mas agora nós temos ela, que é um novo interesse amoroso, participa do Conselho, é dinâmica e será usada em alguns momentos interessantes.

Você disse que sabe para onde tudo está indo. Quantas temporadas você acha que TVD terá?

Nós poderíamos chegar a sexta temporada.

Você tem algum plano para acelerar a história se precisar?
Sim. Não temos problemas em nos estimular. Vamos acelerar tudo se preciso.

De qualquer forma, você poderia estendê-la para uma sétima ou mais temporadas?
Nós poderíamos aumentar sem problema algum, mas sabemos que a temporada seis será onde nós vamos finalizar o que já foi construído. Mas poderíamos aumentar sem problemas.

Mais alguma coisa que gostaria de acrescentar sobre TVD?
Eu amo a série. Estou amando essa temporada. Eu acho que Julie e os roteiristas estão fazendo um trabalho incrível e sou tão sortudo por fazer parte disso.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Series, Vampire Diaries

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s